França envia 3 novos caças à Jordânia para combater o EI

Novos aviões de combate elevam para seis o número de caças enviados pela França à Jordânia para realizar bombardeios contra posições do EI

Amã – Outros três caças franceses chegaram à Jordânia para participar das operações da coalizão internacional contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI), informou nesta sexta-feira o porta-voz do exercito jordaniano, Mamduh Amiri.

Estes novos aviões de combate elevam para seis o número de caças enviados pela França à Jordânia para realizar bombardeios contra posições do EI, que proclamou no último mês de junho um califado nas áreas sob seu controle na Síria e no Iraque.

Tanto a Jordânia como a França são membros da coalizão internacional formada em setembro pelos Estados Unidos para combater os jihadistas.

No último dia 19 de novembro, o ministro da Defesa, Jean-Yves Le Drian, anunciou que a França reforçaria seu dispositivo militar para bombardear posições do EI com o envio à Jordânia de seis novos caças.

Estes seis aviões de combate, do tipo Mirage 2000, se somam aos nove Rafale que operam desde setembro com base nos Emirados Árabes Unidos, apoiados por um avião de abastecimento em voo C135-CR e de outro aparelho de patrulha marítima.

Na coalizão internacional, que iniciou seus bombardeios em setembro, participam 60 países, entre eles vários árabes como Emirados, Bahrein e Arábia Saudita, além da Jordânia.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.