Foto com fantasia racista prejudica o premiê do Canadá, Justin Trudeau

A um mês das eleições, o primeiro-ministro teve de se desculpar por uma foto sua tirada em 2001 em que aparece com o rosto pintado

TORONTO - O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, reconheceu na noite de quarta-feira (18) que posou em 2001 para um foto em que estava fantasiado de Aladdin e com o rosto pintado com uma tinta marrom, uma imagem que ele próprio considerou como "racista" e que foi divulgada faltando cerca de um mês para as eleições gerais do país.

A imagem foi revelada pela revista americana "Time". Depois do escândalo, Trudeau foi obrigado a reconhecer que a foto foi tirada há 18 anos durante uma festa a fantasia de uma prestigiada escola particular de Vancouver, onde ele era professor.

 

Na foto, Trudeau aparece sorridente, com um turbante na cabeça, como o personagem do filme da Disney, e o rosto pintado com uma tinta marrom. Na época, o hoje primeiro-ministro, que tentará a reeleição, tinha 29 anos e é o único com "blackface", como este tipo de maquiagem é conhecida.

"Em 2001, quando era professor em Vancouver, fui a uma festa. O tema era as 1000 e uma noites. Me fantasiei de Aladdin e me maquiei. Não deveria tê-lo feito. Deveria ter sabido que não era adequado, mas o fiz e realmente sinto muito. Lamento profundamente", disse Trudeau.

Questionado por jornalistas, Trudeau reconheceu que a imagem tem profundas conotações racistas, mas disse que não considerou o gesto como preconceituoso na época. O primeiro-ministro também admitiu que esta não foi a única vez que usou uma "blackface".

"Foi algo estúpido que desejaria não ter feito, mas fiz e por isso me desculpo", afirmou.

Apesar da pressão, o primeiro-ministro descartou a hipótese de não disputar as eleições do próximo mês. Vários candidatos a deputado no país foram obrigados a desistir das candidaturas depois da revelação de antigas mensagens com conteúdo racista postadas nas redes sociais.

Um dos adversários de Trudeau, Jagmeet Singh, que lidera o terceiro partido com maior representação no parlamento do Canadá, o Novo Partido Democrata, é de origem sikh e sempre usa um turbante. Depois da divulgação da foto, ele afirmou que o comportamento de Trudeau é um insulto para muito dos canadenses.

"O racismo é real. As pessoas nesta sala o sentiram. Eu experimentei isso na minha vida. Ele tem que responder por essas questões", disse Singh.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.