Mundo

Forças do governo entram em Duma, local de ataque com armas químicas

A entrada de forças do governo em Douma vem após um acordo mediado pela Rússia que garantiu a rendição e a evacuação dos rebeldes e de milhares de civis

Douma: captura de Douma marca uma vitória para Assad (Bassam Khabieh/Reuters)

Douma: captura de Douma marca uma vitória para Assad (Bassam Khabieh/Reuters)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 14 de abril de 2018 às 16h54.

Última atualização em 16 de abril de 2018 às 10h28.

Damasco - A TV estatal síria informou que unidades da polícia do país estão entrando na cidade de Duma, local de um ataque com armas químicas atribuído ao regime sírio e a última cidade controlada pelos rebeldes na região de Ghouta Oriental.

A TV síria mostrou a polícia agitando bandeiras sírias, aparentemente no limite da cidade, que fica a leste de Damasco, e disse que a "presença terrorista" em Duma vai acabar "dentro de algumas horas".

A entrada de forças do governo em Duma vem após um acordo mediado pela Rússia que garantiu a rendição e a evacuação dos rebeldes e de milhares de civis da cidade.

Duma e a extensa região de Ghouta Oriental estiveram sob controle rebelde desde 2012 e são um entrave para o governo do presidente da Síria, Bashar Assad, há anos. A captura de Duma marca uma vitória para Assad.

Acompanhe tudo sobre:Bashar al-AssadRússiaSíria

Mais de Mundo

Trump retoma campanha contra um Biden enfraquecido

Programa espacial soviético colecionou pioneirismos e heróis e foi abalado por disputas internas

Há comida nos mercados, mas ninguém tem dinheiro para comprar, diz candidata barrada na Venezuela

Companhias aéreas retomam gradualmente os serviços após apagão cibernético

Mais na Exame