Foguete chinês se desintrega no mar, dizem militares americanos

Chefe da Nasa afiorma que China não forneceu informações sobre a trajetória do foguete, de 23 toneladas; retorno à atmosfera foi descontrolado
Foguete chinês se desintegra no mar (STR / AFP) / China OUT (Photo by STR/AFP via Getty Images/Getty Images)
Foguete chinês se desintegra no mar (STR / AFP) / China OUT (Photo by STR/AFP via Getty Images/Getty Images)
A
AFPPublicado em 30/07/2022 às 19:48.

Um foguete espacial chinês lançado no último domingo teve um retorno descontrolado à atmosfera neste sábado e se desintegrou sobre o Oceano Índico, informaram fontes militares dos Estados Unidos, sem especificar se os destroços causaram algum dano.

"O foguete Longa Marcha-5B voltou a entrar na atmosfera sobre o Oceano Índico em 30 de julho, às 16h45 GMT, confirmou o Comando da Força Espacial dos Estados Unidos em sua conta no Twitter.

Para detalhes sobre a dispersão dos destroços e a localização exata do impacto, o centro militar citou as autoridades chinesas, que lançaram no último dia 24 o segundo dos três módulos de sua estação espacial Tiangong, que deve estar em pleno funcionamento até o fim do ano.

"A China não forneceu informações precisas sobre a trajetória de seu foguete Longa Marcha-5B", disse o chefe da Nasa, Bill Nelson. "Todas as nações que realizam atividades espaciais devem adotar as melhores práticas", porque a queda de objetos desse tamanho "representa um risco significativo de perda de vidas ou propriedades", assinalou.

Quando os aparelhos ingressam na atmosfera, é produzido um imenso calor e atrito, fazendo com que algumas partes possam queimar e se desintegrar, mas é possível que naves maiores, como o foguete chinês, não sejam completamente destruídos.

Veja também: