Falta de peças no Japão afeta fábricas em outros países

Desastres como terremotos, um tsunami e acidentes com a usina de Fukushima afetaram a terceira maior economia do mundo

São Paulo - O desastre natural no Japão afeta a cadeia produtiva do setor automotivo e empresas em diversas partes do mundo começam a sofrer com a falta de peças produzidas no país. Ontem, a Toyota anunciou que cinco de suas fábricas na Europa vão fechar por vários dias nos próximos dois meses, diante da falta de peças, além de outras nos Estados Unidos e na Ásia. A Honda e a Ford também alertam para a falta de componentes, numa constatação do caráter global da produção de veículos.

O terremoto que ocorreu no Japão há um mês e foi seguido de um tsunami e uma ameaça de desastre nuclear abalou a terceira maior economia do mundo. Instituições internacionais já declararam que o custo do acidente será calculado em bilhões, enquanto a Organização Mundial do Comércio (OMC) admite que o fluxo de exportações e importações pode ser afetado.

Ontem, a maior empresa de veículos do mundo confirmou que terá de suspender a produção na Turquia, Reino Unido, França e Polônia por um total de cinco dias. Na terça-feira, a Toyota havia feito o mesmo anúncio em relação às suas 14 fábricas na América do Norte.

A produção de peças foi afetada no Japão por conta do terremoto, mas também diante do corte de energia em muitas regiões. O resultado foi uma queda na produção nacional de 260 mil veículos pela empresa no mês passado. Na região afetada pelo terremoto, dezenas de empresas produtoras de autopeças foram destruídas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.