Explosão em arsenal na Líbia deixa pelo menos 17 mortos

As explosões foram ouvidas pelos moradores que vivem a cerca de 10 km da base

Bengasi – Pelo menos 17 pessoas morreram nesta sexta-feira na Líbia após a explosão de um depósito de armas perto da cidade de Benghazi (leste), controlada pelos rebeldes, indicou um médico do hospital local.

“Dezessete pessoas morreram na explosão de Al-Rajma”, declarou à AFP um médico no hospital de Al-Jala.

Nasser Tumi, que registra as vítimas no hospital Al-Jala, havia dado um balanço anterior de “12 mortos e 26 feridos” em duas explosões simultâneas na base militar de Al-Rajma, no sudeste de Benghazi.

“As duas explosões ocorreram às 18H30 (13H30 de Brasília). As vítimas começaram a chegar ao hospital uma hora mais tarde”, acrescentou.

Um jornalista da AFP, presente no hospital, viu 11 corpos no necrotério, alguns completamente desfigurados e queimados.

As explosões foram ouvidas pelos moradores que vivem a cerca de 10 km da base.

“Houve uma grande explosão em um depósito de armas. Não sabemos se trata-se de um ataque aéreo ou de um ato de sabotagem”, declarou Mustafá Gheriani, porta-voz do Conselho nacional instalado pela insurreição em Bengazhi, segunda maior cidade da Líbia.

“A cidade inteira tremeu”, acrescentou.

Segundo moradores, a base militar, situada a 20 km da cidade, é o principal depósito de armas da região.