Explosão da covid na Europa: Holanda decreta novo lockdown

Ao mesmo tempo, Áustria pretende confinar pessoas não vacinadas; mortes pelo coronavírus aumentaram 10% no continente na última semana, segundo a OMS
Holanda decreta novo lockdown para conter aumento de casos de covid (Getty Images/Getty Images)
Holanda decreta novo lockdown para conter aumento de casos de covid (Getty Images/Getty Images)
Carla Aranha
Carla AranhaPublicado em 12/11/2021 às 11:24.

Em meio ao salto das infecções por covid na Europa, a Holanda optou por um novo lockdown – as medidas passam a valer a partir deste sábado, dia 13. O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, deverá fazer um pronunciamento em rede nacional nas próximas horas para divulgar a nova fase de restrições, mas já se sabe que bares, restaurantes e serviços não essenciais precisarão fechar às 19h. De acordo com a mídia local, o home office deverá ser fortemente encorajado.

  • Fique por dentro das principais notícias do Brasil e do mundo. Assine a EXAME

Com um pico de 16.364 testes positivos de covid nas últimas 24 horas, 3.688 a mais do que no dia anterior, a Holanda decidiu retomar parte das medidas restritivas deixadas de lado em setembro.

O aumento expressivo no número de casos em praticamente toda a Europa está levando as autoridades locais a rever a política de contenção do vírus. Na Alemanha, o número de novas infecções já passa de 50.000 por dia, enquanto na Rússia, embora a taxa seja menor, a propagação da covid também segue assustadora, com um recorde de mais de 1.200 óbitos diários causados por complicações decorrentes do coronavírus.

Boa parte da Europa concentra um índice de 65% de aplicação de duas doses da vacina. Países do Leste Europeu, no entanto, avançaram bem menos, com apenas 35% da população totalmente imunizada.

A Áustria já anunciou que deve confinar milhões de pessoas que não se vacinaram a partir da próxima segunda, dia 15. Mas não ficou claro como isso será feito. Uma das ideias é barrar a entrada dos não imunizados em lugares como academias de ginástica, bares e restaurantes – em países como a Alemanha e a Áustria, o passaporte da vacina está disponível no celular e é lido com um QR code.

A Europa se encontra novamente no epicentro da pandemia, com um aumento de 10% das mortes causadas pela covid na última semana, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). O mix de países com baixas taxas de vacinação, deslocamento de pessoas, a propagação da variante Delta e o relaxamento das medidas restritivas é o apontado como o principal motivo da explosão no número de casos.