Mundo

Ex-baixista do Nirvana anuncia candidatura à presidência dos Estados Unidos

Partido recém-fundado busca coletar as 1.000 assinaturas necessárias para poder concorrer nas eleições com o baixista Krist Novoselic

Krist Novoselic, conhecido por sua participação na banda Nirvana (Axelle/Bauer-Griffin/Getty Images)

Krist Novoselic, conhecido por sua participação na banda Nirvana (Axelle/Bauer-Griffin/Getty Images)

Mateus Omena
Mateus Omena

Repórter da Home

Publicado em 24 de junho de 2024 às 15h41.

Tudo sobreEleições EUA 2024
Saiba mais

Membro fundador do Nirvana, o baixista Krist Novoselic anunciou ser o mais novo candidato à presidência dos Estados Unidos. O músico concorreria com o atual presidente Joe Biden e o republicano Donald Trump.

Novoselic foi apresentado como titular na chapa do partido Cascade, de Washington. No momento, o partido recém-fundado busca coletar as 1.000 assinaturas necessárias para poder concorrer nas eleições. A formação do partido também depende do lançamento de uma chapa presidencial.

Para disputar a Presidência, um candidato também precisa integrar um partido que tenha representação em vários estados, o que dificulta em muito as candidaturas independentes.

Em um texto publicado no site do partido, Novoselic afirmou que não deseja realmente concorrer à Presidência, mas aceitou o desafio devido à exigência obrigatória.

No mesmo momento em que se lançou na política, o baixista anunciou uma nova empreitada musical com a banda Bona Fide Band. Seu propósito é realizar apresentações com o grupo em pequenas convenções para ajudar na coleta das assinaturas necessárias.

A Bona Fide Band, que inclui o baterista Mark Pickerel, do Screaming Trees, toca músicas dos vários grupos formados por Novoselic ao longo de sua carreira, incluindo Nirvana, Giants in the Trees e 3rd Secret. A primeira apresentação da banda ocorreu em Aberdeen, Washington, cidade natal de Kurt Cobain.

yt thumbnail
Acompanhe tudo sobre:Eleições EUA 2024Eleições americanasNirvanaEstados Unidos (EUA)

Mais de Mundo

Líder da oposição venezuelana quer que Maduro concorde com negociação para "transição ordenada"

Otan se compromete com pelo menos US$ 43 bilhões em 2025 para segurança da Ucrânia

Apoiadores de Evo Morales e do presidente Luis Arce se enfrentam na Bolívia

Médicos Sem Fronteiras fecha único centro de saúde remanescente no norte de Gaza em meio a tiroteios

Mais na Exame