EUA oferecem recompensa de US$ 3 milhões por líderes turcos

Governo americano ofereceu uma recompensa de três milhões de dólares pelo paradeiro de três líderes esquerdistas turcos acusados de envolvimento em atentado

Washington - O governo dos Estados Unidos ofereceu uma recompensa de três milhões de dólares pelo paradeiro de três líderes esquerdistas turcos acusados de envolvimento no atentado do ano passado contra a embaixada americana em Ancara.

O Departamento de Estado ofereceu a quantia por qualquer informação que ajude a localizar três líderes do Partido/Frente Revolucionária de Libertação do Povo (DHKP-C): Musa Asoglu, Zerrin Sari e Seher Demir Sen.

Fundado em 1978, o movimento se declara antiamericano, contrário à classe dirigente turca e à Otan, organização na qual Washington tem Ancara como aliado.

O grupo marxista, proibido na Turquia e considerado uma organização terrorista por União Europeia e Estados Unidos, executou ataques nos últimos anos que deixaram dezenas de mortos, incluindo um ministro da Justiça e dois generais da reserva.

Em fevereiro de 2013, o DHKP-C reivindicou um atentado contra a embaixada dos Estados Unidos em Ancara que deixou dois mortos, incluindo o homem-bomba.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.