Mundo

EUA enviam 3 mil soldados ao Oriente Médio, dizem autoridades

Decisão norte-americana ocorre diante de ameaças após ataque que matou um general iraniano

Militares americanos: as tropas se juntarão aos cerca de 750 soldados que foram enviados ao Kuweit nesta semana (Tom Brenner/Reuters)

Militares americanos: as tropas se juntarão aos cerca de 750 soldados que foram enviados ao Kuweit nesta semana (Tom Brenner/Reuters)

R

Reuters

Publicado em 3 de janeiro de 2020 às 15h36.

Última atualização em 3 de janeiro de 2020 às 15h38.

Wasghinton - Os Estados Unidos estão enviando cerca de 3 mil militares adicionais ao Oriente Médio como precaução em meio ao aumento das ameaças às forças norte-americanas na região, disseram autoridades dos EUA nesta sexta-feira.

As autoridades, que falaram sob condição de anonimato, disseram que as tropas se juntarão aos cerca de 750 militares que foram enviados ao Kuweit nesta semana.

Autoridades norte-americanas disseram à Reuters nesta semana que milhares de soldados adicionais seriam enviados à região e receberam ordens para se prepararem para serem despachados.

O ataque

O general e herói iraniano Qasem Soleimani e o líder paramilitar iraquiano Abu Mehdi al-Muhandis morreram na noite desta quinta-feira em um ataque dos Estados Unidos contra o Aeroporto de Bagdá, três dias após manifestantes pró-Irã tentarem invadir a embaixada americana na capital do Iraque, confirmou o Pentágono.

Segundo o departamento americano de Defesa, a ordem para liquidar Soleimani partiu diretamente de Donald Trump.

“Sob as ordens do presidente, o Exército americano adotou medidas defensivas decisivas para proteger o pessoal americano e estrangeiro e matou Qasem Soleimani”, informou o Pentágono. Minutos antes, Trump havia tuitado uma bandeira americana.

(Com informações da AFP)

Acompanhe tudo sobre:Estados Unidos (EUA)Irã - PaísMilitares

Mais de Mundo

Eleições nos EUA: Trump fará discurso às 21h09 e deve falar por 55 minutos na Convenção Republicana

Eleições Venezuela: Maria Corina Machado, lider da oposição, denuncia ataque; veja vídeo

Autor de atentado contra Trump também fez buscas sobre Joe Biden, diz FBI

Ursula von der Leyen é reeleita presidente da Comissão Europeia

Mais na Exame