EUA colocam Cuba novamente na lista de países patrocinadores do terrorismo

Publicada a poucos dias do fim do governo Trump, decisão reverte ato do governo Obama e congela relação diplomática entre os países

O secretário de Estado americano Mike Pompeo anunciou nesta segunda-feira (11) que governo americano incluiu Cuba novamente na sua lista de países patrocinadores do terrorismo. Fazem parte dela a Coreia do Norte, o Irã e a Síria.

Cuba havia sido retirada dessa lista em 2015 pelo então presidente Barack Obama, como parte de uma política de reaproximação diplomática dos países. À época, o governo americano entendeu que, apesar das discordâncias entre os regimes de ambos os países, "elas não incorrem nos critérios relevantes para a rescisão da designação de um Estado patrocinador de terrorismo".

O partido republicano e também o governo Trump sempre foi contrários a esse movimento a essa reaproximação, que começou a ser negociada em dezembro 2014. A decisão, na prática, congela as relações diplomáticas entre Cuba e EUA, que romperam esse laço em 1961, dois anos após a Revolução Cubana.

"Com essa medida, novamente cobramos o governo de Cuba e mandamos uma clara mensagem: o regime castristas deve acabar com seu apoio ao terrorismo internacional e com a subversão da justiça estadunidense", disse Pompeo em um comunicado.

Mike Pompeo, Secretário de Estado americano

 

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.