Estudantes aceitam diálogo com governo chileno

Estudantes, que exigem mais recursos financeiros para a educação e mais qualidade no ensino, se reunirão com Sebastián Piñera na terça-feira

Santiago - A Confederação de Estudantes do Chile anunciou que se reunirá com o presidente Sebastián Piñera na terça-feira para tentar solucionar o conflito de três meses, ao mesmo tempo que o chefe de Estado pediu um diálogo "construtivo, que aponte soluções".

"Entendemos a intenção do presidente de responder a carta que enviamos, os 12 pontos que nós apresentamos como fundamentais para poder discuti-los. Esperamos que não sejam apenas palavras e que se tente apresentar algo novo", disse o líder estudantil Giorgio Jackson.

Os estudantes, que exigem mais recursos financeiros para a educação e mais qualidade no ensino, aceitaram o convite de Piñera, que na sexta-feira pediu um diálogo "agora mesmo", depois de três meses de protestos e de uma paralisação de 48 horas convocada pela maior central sindical do país.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.