Estadia de Trump em seu hotel na Escócia custou aos EUA US$ 69 mil

Trump foi para a Escócia com Melania Trump sem nenhum compromisso oficial para passar "2 dias de reuniões, ligações e, com sorte, um pouco de golfe"
Trump dedicou parte do sábado e do domingo para jogar golfe sob fortes medidas de segurança devido aos protestos organizados na praia que fica próxima ao complexo (Kevin Lamarque/Reuters)
Trump dedicou parte do sábado e do domingo para jogar golfe sob fortes medidas de segurança devido aos protestos organizados na praia que fica próxima ao complexo (Kevin Lamarque/Reuters)
E
EFEPublicado em 18/07/2018 às 10:17.

Edimburgo - A estadia particular na Escócia do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e sua esposa, Melania, no último fim de semana no hotel Turnberry, de sua propriedade, custou ao governo americano quase 52.500 libras (aproximadamente US$ 69 mil), revelou nesta quarta-feira o jornal "The Scotsman".

O jornal escocês teve acesso ao registro de despesas do governo americano que mostra uma série de pagamentos realizados pelo Departamento de Estado à empresa SLC Turnberry Limited.

Esta empresa administra o complexo Trump Turnberry, um hotel de luxo com campo de golfe e spa que o presidente adquiriu em 2014, e que foi o local escolhido para que o casal se hospedasse durante sua visita particular à Escócia.

Trump aproveitou sua passagem por terras escocesas, onde não participou de nenhum ato oficial, para, segundo anunciou no Twitter, passar "dois dias de reuniões, ligações e, com sorte, um pouco de golfe".

Segundo imagens publicadas pela imprensa britânica, Trump dedicou parte do sábado e do domingo para praticar o seu esporte favorito junto com seu filho Eric, sob fortes medidas de segurança devido aos protestos organizados na praia que fica próxima ao complexo, no sudeste da Escócia.