Escolas de Los Angeles reabrirão nesta quarta após ameaças

900 escolas fechadas: ameaças de bombas e armas de fogo

Los Angeles – As escolas de Los Angeles abrirão suas portas novamente na quarta-feira depois de terem permanecido fechadas nesta terça-feira devido a ameaças que o FBI finalmente não considerou “críveis”, informaram as autoridades locais em entrevista coletiva.

Mais de 900 escolas de Los Angeles Unified School District (LAUSD, sigla em inglês), o maior sistema de escolas públicas da Califórnia com mais de 700 mil estudantes, permaneceram fechadas por ameaças que incluíam o uso de artefatos explosivos e armas de fogo e que as autoridades locais consideraram “críveis” durante a manhã.

O presidente da junta escolar, Steve Zimmer, afirmou durante a tarde que, após inspecionar 1.531 centros educativos em Los Angeles, as autoridades puderam concluir que as “escolas estão seguras” e que as aulas voltarão normalmente nesta quarta-feira.

Zimmer destacou o esforço feito pela comunidade educativa durante o dia de hoje e a colaboração entre as diferentes forças de segurança.

Além disso, o prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, também comentou nessa mesma conferência que o FBI tinha determinado, após suas investigações, que “as ameaças não são críveis”, por isso ressaltou que a cidade “está segura”.

Em comunicado, o superintendente Ramón Cortines reconheceu que hoje foi “um dia difícil” pelo primeiro fechamento do LAUSD “em décadas”.

“Tomei a decisão de fechar as escolas na terça-feira e isso não foi uma decisão feita superficialmente. Ela criou interrupções na vida de nossos estudantes, de nossos funcionários e suas famílias. Tomei essa decisão por precaução e em um esforço para garantir a proteção e a segurança de nossas escolas”, acrescentou Cortines. 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.