Empregados de ONG são sequestrados no norte do Mali

Funcionários da ONG Handicap International foram sequestrados em pequena cidade no norte do Mali

Bamaco - Vários funcionários da ONG Handicap International foram sequestrados em Dar es Salaam, uma pequena cidade no norte do Mali, perto de Tombuctu, informaram à Agência Efe fontes policiais e diplomáticas em Bamaco.

Ainda não se sabe se há estrangeiros entre eles, embora seja pouco provável, pois a maior parte de empregados das ONGs na região e composta por malineses.

Os empregados, que viajavam em dois veículos, estão desaparecidos desde a noite de segunda-feira e, até o momento, nenhum grupo assumiu a autoria do sequestro.

No domingo, um veículo da missão da ONU no Mali (Minusma) que transportava um mecânico indiano e um motorista malinês também foi retido por homens armados durante várias horas na zona. Mais tarde, foram libertados em circunstâncias desconhecidas.

Foi em Dar es Salaam que, em fevereiro, cinco empregados do Comitê Internacional da Cruz Vermelha foram sequestrados pelo grupo islamita Monoteísmo e Jihad na África do Oeste (MYAO). Posteriormente, foram postos em liberdade.

Na zona do nordeste do Mali, conhecida como Faixa do Azawad, atuam não só grupos islamitas, mas também organizações criminosas aliadas de maneira circunstancial aos primeiros, que, às vezes, chegam a "vender" os reféns.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.