Em resposta a Trump, Irã suspende emissão de vistos americanos

Ministério de Relações Exteriores do Irã disse no sábado que emitiria uma ordem de reciprocidade e ação "proporcional" às restrições de Donald Trump

Teerã – O Irã parou de emitir vistos para os americanos, disse o ministro de Relações Exteriores do país, Javad Zarif, nesta terça-feira, em uma resposta amplamente antecipada à proibição de 90 dias do presidente americano, Donald Trump, aos cidadãos iranianos de entrar nos EUA.

O Ministério de Relações Exteriores do Irã disse no sábado que emitiria uma ordem de reciprocidade e ação “proporcional” depois que Trump emitiu um decreto de restrição de entrada nos EUA aos cidadãos do Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen, assim como o Irã. O ministério não deu nenhum detalhe das próximas etapas.

Falando após uma reunião com o seu homólogo francês, Jean-Marc Ayrault, Zarif confirmou que Teerã deixaria de emitir vistos para os cidadãos dos EUA.

Disse também exceções à proibição seriam possíveis e casos específicos seriam analisadas por uma comissão do Ministério de Relações Exteriores.

O Irã recebeu 5,2 milhões de visitantes estrangeiros em 2015, de acordo com a Organização das Nações Unidas. Destes, apenas 4.559 eram americanos.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.