Distúrbio no Egito entra para rol de tragédias no futebol

Confusão no Egito já deixou 73 mortes, maior número de vítimas em um estádio de futebol em mais de dez anos

Madri - Os graves distúrbios ocorridos nesta quarta-feira após um jogo de futebol na cidade egípcia de Port Said, onde até o momento 73 pessoas morreram e mais de 100 estão feridas, já entraram para a história como uma das maiores tragédias do esporte nos últimos anos.

Esta é uma relação dos casos mais significativos de mortes em estádios de futebol:

9 de março de 1946 - Confrontos provocaram a morte de 44 pessoas e ferimentos em outras 500 no Burden Park de Bolton, no Reino Unido, após um jogo entre o Bolton Wanderers e o Stoke City.

24 de maio de 1964 - 301 torcedores morreram no Estádio Nacional de Lima em uma partida entre Peru e Argentina.

23 de junho de 1968 - Morreram 71 pessoas, em sua maioria por asfixia, e outras 150 ficaram feridas em Buenos Aires, em um jogo entre River Plate e Boca Juniors.

2 de janeiro de 1971 - 66 pessoas morreram esmagadas e outras 150 ficaram feridas no estádio do Glasgow Rangers, durante a saída dos torcedores após um jogo contra o Celtic, presenciado por 80 mil espectadores.

11 de fevereiro de 1974 - No estádio Zamalek do Cairo morreram 48 espectadores e 50 ficaram feridos após a queda de uma arquibancada.

20 de outubro de 1982 - 340 torcedores morreram e outros mil ficaram feridos após uma confusão no estádio Luzhniki de Moscou, durante um jogo entre o Spartak Moscou e o HFC Haarlem, da Holanda.

11 de maio de 1985 - Morreram 53 pessoas e mais de 200 ficaram feridas no incêndio da tribuna principal do estádio britânico de Bradford City, em um jogo da terceira divisão local.

29 de maio de 1985 - Pouco antes da final da Copa da Europa no estádio Heysel de Bruxelas, 39 pessoas morrerem e 117 ficaram feridas nos confrontos entre torcedores do Liverpool e da Juventus.


12 de março de 1988 - Mais de 50 pessoas morreram em um estádio de Katmandu, no Nepal, na avalanche humana de torcedores que assistiam o jogo entre um time local e outro de Bangladesh.

15 de abril de 1989 - 95 mortos e 175 feridos em uma avalanche humana durante uma partida entre o Liverpool e o Nottingham Forest no estádio Hillsborough, de Sheffield.

7 de julho de 1990 - Morreram 62 pessoas e mais de 200 ficaram feridas durante uma confusão no estádio somali de Mogadíscio. O público entrou em pânico pelos disparos dos guarda-costas do presidente Mohammed Siad Barre quando tentavam protegê-lo de objetos lançados pelos espectadores.

14 de janeiro de 1991 - 42 pessoas morreram esmagadas durante o jogo entre o Kaiser Chiefs e o Orlando Pirates, na África do Sul.

16 de outubro de 1996 - Na maior tragédia em um estádio na América Latina, 80 pessoas morreram e outras 150 ficaram feridas na avalanche humana que aconteceu no estádio Mateo Flores da Guatemala, antes do começo da partida entre a seleção local e a Costa Rica. Havia superlotação devido à venda de ingressos falsos.

11 de abril de 2001 - Em Johanesburgo morreram 43 torcedores e 150 ficaram feridos nas confusões provocadas por excesso de público no estádio Ellis Park, onde se enfrentavam o Kaiser Chiefs e o Orlando Pirates.

9 de maio de 2001 - Pelo menos 130 pessoas morreram na capital ganesa durante o jogo entre o Acra Hearts e o Kumasi Ashanti pelo pânico do publico diante dos confrontos entre as torcidas.

25 de julho de 2007- Pelo menos 50 pessoas morreram em consequência de dois atentados contra torcedores que comemoravam em Bagdá a vitória de sua equipe nas semifinais da Copa da Ásia. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.