Dirigente rebelde sírio sofre tentativa de assassinato

O coronel Kasem Saadedin escapou ileso da emboscada

Alepo – Um dirigente rebelde na Síria, o coronel Kasem Saadedin, escapou ileso de uma tentativa de assassinato pelas forças do regime de Bashar al-Assad, informaram fontes insurgentes.

Saadedin é o porta-voz do Exército Sírio Livre (ESL) no país e o comandante militar rebelde da região de Homs (centro).

“O comboio do coronel Saadedin caiu depois da meia-noite em uma emboscada dos ‘shabbihas’ (milicianos do regime) em Salmiye, na província de Hama”, centro da Síria, afirmou Fahd al-Masri, diretor de comunicação do ESL.

De acordo com Al-Masri, após uma grande batalha, shabbihas morreram e o coronel foi salvo.

A emboscada foi executada quando o coronel Saadedin retornava de Alepo (norte), a segunda maior cidade do país e ponto estratégico do conflito, onde ser reunira com o dirigente rebelde da região, o coronel Abdel Jabar al-Oqaidi.

As informações não podem ser confirmadas de maneira independente em consequência das fortes restrições impostas pelo regime de Bashar al-Assad ao meios de comunicação estrangeiros.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.