Mundo
Acompanhe:

Diretor do Fed minimiza impacto da crise grega

James Bullard, um dos diretores do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), minimizou nesta terça-feira a ameaça representada pela crise grega à reativação da economia mundial. "Há muitas razões pelas quais esta nova ameaça para a reativação mundial provavelmente não se transformará em um choque de recessão planetário", afirmou Bullard durante discurso feito em […]

Para diretor do Fed, crise grega não deve causar recessão (AFP/Karen Bleier)

Para diretor do Fed, crise grega não deve causar recessão (AFP/Karen Bleier)

D
Da Redação

25 de maio de 2010, 16h03

James Bullard, um dos diretores do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), minimizou nesta terça-feira a ameaça representada pela crise grega à reativação da economia mundial.

"Há muitas razões pelas quais esta nova ameaça para a reativação mundial provavelmente não se transformará em um choque de recessão planetário", afirmou Bullard durante discurso feito em Londres.

"Em primeiro lugar, porque se trata de uma dívida de Estado e tivemos crise de dívida há muitos anos", disse, referindo-se ao default da dívida da Rússia em 1988.

"Há poucas razões para crer que acontecimentos desse tipo tenham por si só a capacidade de provocar recessões mundiais", afirmou Bullard, segundo o texto de sua fala transmitido à imprensa em Washington.

"Mas ainda é possível que desta vez seja diferente, e talvez seja, mas seria inusual, dados os fatos da História", declarou o diretor do Fed.