Dezenas de mortos em confrontos na Nigéria

Militares e supostos islamistas entraram em confronto

Kano - Dezenas de pessoas morreram em combates entre militares e supostos islamitas quando tropas oficiais atacaram um esconderijo dos insurgentes no nordeste da Nigéria, informou uma fonte governamental à AFP.

Os confrontos aconteceram no remoto vilarejo de pescadores de Baga na sexta-feira, o que obrigou os moradores a fugir da localidade, que também é um pequeno centro de comércio às margens do Lago Chade.

O vilarejo fica no estado de Borno, um reduto dos extremistas do grupo Boko Haram, considerado culpado por vários ataques no norte e centro da Nigéria desde 2009.

"Dezenas de pessoas morreram nos combates de sexta-feira", disse à AFP uma fonte do governo do estado de Borno que pediu anonimato.

O porta-voz militar do estado de Borno, o tenente-coronel Sagir Musa, disse à AFP que as informações da imprensa sobre 180 mortos nos confrontos eram "excessivamente infladas".


Uma fonte do governo local, que pediu anonimato, afirmou que os moradores informaram que entre os mortos estão rebeldes, soldados e civis.

O porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Emergências (ANGE), Abdulkadir Ibrahim, disse que os funcionários da agência chegaram a Baga, mas destacou que as comunicações eram difíceis e que era prematuro tentar avaliar a magnitude do ataque.

A ANGE está tentando distribuir "ajuda humanitária às vítimas", destacou Ibrahim.

Um balanço preciso do número de mortos, assim como as versões de que 2.000 casas foram destruídas, "não puderam ser verificados de forma independente", disse.

O porta-voz da Cruz Vermelha, Nwakpa O. Nwakpa, declarou à AFP que foi um ataque importante, mas que no momento não é possível saber o número de mortos.

*Matéria atualizada às 12h55

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.