Coronavírus: União Europeia restringirá acesso ao bloco por 30 dias

Comissão Europeia anunciou que a medida deve vigorar por pelo menos 30 dias, podendo ser estendida, se necessário

São Paulo — A Comissão Europeia anunciou que irá pedir aos países que restrinjam viagens não essenciais ao bloco pelo período de 30 dias, podendo estender a medida se necessário, em uma nova tentativa de conter a epidemia do novo coronavírus.

O anúncio foi feito agora há pouco pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

“Quanto menos viagens, mais podermos conter o vírus. Portanto, acabei de informar nossos parceiros do G7 que proponho para todos os chefes de Estado e governo a restrição de qualquer viagem não essencial para a União Europeia”, disse a presidente da Comissão.

Ainda de acordo com ela, a medida deverá vigorar por 30 dias, podendo ser estendida, se necessário. A restrição não irá se aplicar aos familiares de cidadãos ou estrangeiros residentes do bloco, assim como médicos, enfermeiros e pessoas envolvidas no transporte de produtos para a União Europeia.

Epidemia do novo coronavírus na Europa

A Europa está sendo duramente impactada pela epidemia do novo coronavírus. A Itália, por exemplo, é o segundo país mais afetado, atrás apenas da China, com mais de 23.000 casos e quase 2.000 mortes.

Desde o último final de semana, vários países do bloco anunciaram medidas para tentar frear a doença. A Espanha, por exemplo, restringiu o movimento das pessoas dentro do país e decretou estado de emergência. Na França, foi ordenado o fechamento de estabelecimentos como bares e restaurantes.  

 

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.