Coreia do Sul anuncia retomada de propaganda contra o Norte

No fim de agosto, os dois Estados alcançaram um acordo que colocou fim a uma escalada que ameaçava degenerar em conflito armado

A Coreia do Sul anunciou nesta quinta-feira que divulgará novamente em volume máximo mensagens de propaganda na fronteira com a Coreia do Norte após o quarto teste nuclear de Pyongyang.

“A difusão começará amanhã ao meio-dia (01h00 de Brasília)”, declarou um porta-voz da presidência sul-coreana.

A Coreia do Sul já fez isso em agosto passado, gerando ameaças de represálias militares de Pyongyang.

“O quarto teste nuclear do Norte é uma violação gratuita de suas obrigações internacionais e uma grave violação do acordo intercoreano de 25 de agosto”, acrescentou o porta-voz.

No fim de agosto, os dois Estados alcançaram um acordo que colocou fim a uma escalada que ameaçava degenerar em conflito armado.

Durante vários dias, as forças armadas dos dois países permaneceram em estado de alerta máximo. Pyongyang mobilizou sua artilharia na fronteira, enquanto caça-bombardeiros sul-coreanos e americanos realizavam exercícios de simulação de bombardeios.

Em virtude do acordo, a Coreia do Sul desligou os alto-falantes e o Norte disse lamentar a explosão de uma mina na fronteira que mutilou dois soldados coreanos.

Na quarta-feira, a Coreia do Norte anunciou ter testado com sucesso uma bomba de hidrogênio, um teste condenado por toda a comunidade internacional e que pode gerar um aumento das sanções que pesam sobre o país.

Tecnicamente, as duas Coreias estão em conflito, já que a guerra da Coreia (1950-1953) não acabou com um tratado de paz, mas com um cessar-fogo.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.