Contra novo coronavírus, Chile fechará fronteiras por 14 dias

Com 155 casos do novo coronavírus confirmados, país restringirá o trânsito de estrangeiros, salvo os residentes permanentes
Chile (Roberto Gallardo / EyeEm/Getty Images)
Chile (Roberto Gallardo / EyeEm/Getty Images)
D
Da Redação

Publicado em 16/03/2020 às 12:22.

Última atualização em 16/03/2020 às 13:53.

São Paulo — O Chile anunciou nesta segunda-feira 16 que irá fechar suas fronteiras por 14 dias em razão da epidemia de coronavírus. O país confirmou 155 casos da doença e está na fase quatro da pandemia, na qual há a disseminação comunitária da doença.

"Vamos fechar todas as fronteiras terrestres, marítimas e aéreas do nosso país para trânsito de pessoas estrangeiras. Isso não afetará a entrada e a saída de cargas nem os transportes, para que consigamos garantir o abastecimento normal de nosso país. A medida entrará em vigor a partir de quarta-feira, 18 de março. Cidadãos chilenos e estrangeiros residentes, que cheguem de países de alto risco, poderão ingressar no país, mas entrarão em quarentena obrigatória por 14 dias", disse o presidente chileno, Sebastián Piñera, em pronunciamento oficial.

As Forças Armadas do país irão ajudar as autoridades de fronteira para garantir que o fechamento das fronteiras aconteça de forma adequada.

Além do Chile, a Argentina também fez anúncio similar no último dia 15 de março. Na Colômbia, a restrição em vigor proíbe a entrada de estrangeiros.