Mundo

Conheça o USS Gerald R. Ford, maior navio de guerra do mundo enviado pelos EUA a Israel

A embarcação, que é a mais nova e avançada deste tipo da Marinha americana, é considerada um dos maiores navios de guerra do mundo

USS Gerald R. Ford possui 333 metros de comprimento e 77 de largura (Andrej Tarfila/SOPA Images/LightRocket /Getty Images)

USS Gerald R. Ford possui 333 metros de comprimento e 77 de largura (Andrej Tarfila/SOPA Images/LightRocket /Getty Images)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 11 de outubro de 2023 às 17h12.

Última atualização em 17 de outubro de 2023 às 10h07.

Os Estados Unidos enviaram ao Mar Mediterrâneo Oriental o porta-aviões USS Gerald R. Ford (CVN 78), em uma demonstração de apoio militar ao governo de Israel e de força contra o grupo Hamas, após os ataques do grupo terrorista palestino nos últimos dias.

A embarcação, que é a mais nova e avançada deste tipo da Marinha americana, é considerada um dos maiores navios de guerra do mundo.

Como é o USS Gerald R. Ford?

O USS Gerald R. Ford possui 333 metros de comprimento e 77 de largura. O porta-aviões carrega aproximadamente 4,5 mil marinheiros, além de 90 aviões e helicópteros, e se desloca a pouco mais de 30 nós (cerca de 55 quilômetros por hora). Entre o sistema de armamento da embarcação, estão quatro sistemas de metralhadora MK-38 Mod 2 de 25 mm, dois lançadores de mísseis Rolling Airframe, dois lançadores MK-29 ESSM e três Homeport MK-15 20mm Phalanx CIWS.

De acordo com a Marinha dos EUA, embora a embarcação pareça semelhante ao porta-aviões antecessor da classe Nimitz, o CVN 78 inclui uma nova usina nuclear, a capacidade de gerar quase três vezes a quantidade de energia elétrica, equipamentos de detenção avançados e um sistema eletromagnético de lançamento de aeronaves.

Armamento para Israel

Junto com o Ford, os EUA estão enviando o cruzador USS Normandy e os destróieres USS Thomas Hudner, USS Ramage, USS Carney e USS Roosevelt, e estão aumentando a Força Aérea (F-35, F-15, F-16 e A-10) com esquadrões de caças na região. Além disso, o governo dos Estados Unidos forneceu às Forças de Defesa de Israel equipamentos e recursos adicionais, incluindo munições.

A grande implantação reflete o desejo dos EUA de dissuadir qualquer expansão regional do conflito, com a participação do Irã, da Síria ou de qualquer outro país ou grupo militante. "Os EUA mantêm forças prontas em todo o mundo para reforçar ainda mais esta postura de dissuasão, se necessário", disse o secretário de Defesa, Lloyd Austin.

Com a ida das armas, também foi enviado o Secretário de Estado do país, Antony J. Blinken, para avaliar as necessidades do país. Ele deve chegar em Israel na quinta-feira, 12.

Acompanhe tudo sobre:Estados Unidos (EUA)

Mais de Mundo

Irã prolonga em 2 horas o período de votação para 2º turno que definirá novo presidente

A menos de um mês das eleições na França, extrema direita e seus rivais tentam angariar mais votos

Israel envia emissário ao Catar para negociar cessar-fogo em Gaza

Eleições nos EUA: Herdeira da Disney pressiona Biden a desistir e apoia Kamala Harris

Mais na Exame