Comissão Europeia estuda legalizar maconha para fins medicinais

O uso medicinal de cannabis está regularizado dentro da UE em países como Bélgica, Áustria, Itália, República Tcheca, Polônia, Macedônia, Croácia e Alemanha

Bruxelas - A Comissão Europeia (CE) segue estudando através da elaboração de relatórios de especialistas se deve ou não legalizar a maconha para fins medicinais, explicou nesta segunda-feira uma representante em um debate sobre esta questão na comissão de Meio Ambiente do Parlamento Europeu.

"Surgem muitos pontos de vista e opções. A OMS e outras instituições estão há anos trabalhando. Alguns relatórios dizem que é conveniente e outros que é o contrário, por isso é preciso se aprofundar nas pesquisas", explicou a especialista da CE sobre delitos meio ambientais, Paola Mazzarini.

A representante da Comissão Europeia se pronunciou assim em resposta a uma pergunta elaborada pela eurodeputada do Podemos Estefanía Torres que defendeu a regularização porque "o uso acabaria com os impedimentos à pesquisa médica e melhoraria a qualidade de vida de muitos doentes", apontou.

No mesmo debate, a eurodeputada do PP Pilar Ayuso opinou que dado os diferentes resultados dos relatórios elaborados pelas distintas organizações internacionais, é preciso iniciar "uma pesquisa de verdade, que nos demonstre o verdadeiro valor terapêutico" da maconha.

O uso medicinal de cannabis está regularizado dentro da União Europeia em países como Bélgica, Áustria, Itália, República Tcheca, Polônia, Macedônia, Croácia e Alemanha.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.