Com 15 milhões de vacinados, Reino Unido inicia nova fase de vacinação

País de 66 milhões de habitantes, o Reino Unido já vacinou quase 15 milhões de pessoas e agora entra em nova fase da campanha de vacinação

O Reino Unido superou sua meta neste domingo, 14, de vacinar 15 milhões de pessoas prioritárias com pelo menos uma dose contra o coronavírus, a partir da qual terá início uma nova fase da campanha de vacinação.

"Hoje alcançamos uma etapa importante no programa nacional de vacinação do Reino Unido", comemorou o primeiro-ministro britânico Boris Johnson.

“Este país realizou um feito extraordinário”, disse Johnson, em uma mensagem de vídeo postada no Twitter. "Foi um esforço verdadeiramente nacional, de todo o Reino Unido. Fizemos isso juntos".

Criticado em várias ocasiões por sua lentidão e hesitação em lidar com a crise de saúde, Johnson agora conseguiu cumprir a ambiciosa meta de oferecer uma vacina para todas as quatro categorias prioritárias.

São elas: os maiores de 70 anos, trabalhadores de saúde da linha de frente, funcionários de casas de repouso e residentes e os pacientes mais vulneráveis, que juntos representam 15 milhões de pessoas de uma população total de 66 milhões.

País mais afetado da Europa com quase 117 mil mortes, o Reino Unido iniciará uma nova fase de sua campanha de vacinação a partir de segunda-feira.

Pessoas de 65 a 69 anos e pessoas "clinicamente vulneráveis" começarão a ser vacinadas nesta segunda-feira, anunciou o serviço público de saúde, o NHS, em nota neste domingo.

"O programa de imunização continua a uma velocidade sem precedentes", disse o ministro da Saúde, Matt Hancock.

O governo britânico também prometeu vacinar todas as pessoas com mais de 50 anos em maio e todos os adultos em setembro.

“Há muito mais a fazer e peço a todos os que se qualifiquem a se apresentar” e buscar a vacinação, disse o ministro da saúde.

O Reino Unido lançou a campanha de vacinação em massa há dois meses e Johnson anunciará no dia 22 de fevereiro seu "roteiro" para sair do terceiro bloqueio estabelecido no início de janeiro, após o surgimento da variante britânica do vírus.

“A vacina é o nosso caminho para a liberdade, vamos derrotar esse vírus”, acrescentou.

O governo espera poder reabrir escolas a partir de 8 de março e amenizar algumas das restrições, para permitir reuniões ao ar livre entre duas pessoas de casas diferentes.

De acordo com números oficiais, um total de 15.062.189 milhões de pessoas receberam a primeira dose das vacinas AstraZeneca/Oxford ou Pfizer/BioNTech.

Mais de 537.000 pessoas foram vacinadas com as duas doses necessárias, que as autoridades britânicas decidiram espaçar em até 12 semanas para poder imunizar rapidamente o maior número de pessoas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.