China promete agir para evitar alta de preços

O índice de preços ao consumidor subiu 4,6% em dezembro na China

Pequim - O primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, disse hoje que a China vai trabalhar para evitar o aumento exageradamente rápido dos preços e para manter a estabilidade básica dos níveis de preços em geral, informou a agência de notícias Xinhua.

O índice de preços ao consumidor subiu 4,6% em dezembro no país, menos que os 5,1% em novembro, quando foi registrada a maior taxa em mais de dois anos, segundo o Birô Nacional de Estatísticas.

Wen reiterou que a China vai implementar "resolutamente" medidas para controlar o mercado de imóveis do país e cortar a demanda especulativa por moradias, acrescentou a Xinhua. As informações são da Dow Jones.
 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.