A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Chile suspende aplicação da AstraZeneca em pessoas com menos de 45 anos

Segundo o ministério, foi notificado na última terça-feira que o homem apresentou um quadro de trombose e trombocitopenia após receber a primeira dose do imunizante

O Ministério da Saúde do Chile (Minsal) anunciou nesta quinta-feira que, após um caso de trombose em um homem de 31 anos, decidiu aplicar a vacina contra a covid-19 AstraZeneca apenas em maiores de 45 anos.

Segundo o ministério, foi notificado na última terça-feira que o homem apresentou um quadro de trombose e trombocitopenia após receber a primeira dose do imunizante. Não foi informado seu estado de saúde atual.

"Como medida preventiva, decidiu-se como autoridade sanitária alterar a idade de administração da vacina até que se obtenham os resultados da investigação", informou o Minsal.

Mais de 326 mil doses da AstraZeneca já foram aplicadas no Chile. Ela era administrada preferencialmente em pessoas com mais de 55 anos, para evitar o risco de trombose, reportado também em outros países.

Investigadores chilenos disseram em abril que não encontraram ocorrências de coágulos sanguíneos entre os 2.200 participantes do estudo clínico da AstraZeneca no país sul-americano.

Além desse imunizante, o Chile aplica as vacinas Sinovac, Pfizer/BioNTech e CanSino. O país é um dos que levam adiante com maior velocidade o processo de vacinação, com 10,8 milhões de pessoas já tendo recebido ao menos a primeira dose, em uma população-alvo de 15,2 milhões.

O contágio, no entanto, segue em alta. Foram reportados hoje 8.150 novos casos da doença e 213 mortos, com 3.219 pacientes internados em UTIs, 77% deles ainda não vacinados.

A vacina da AstraZeneca, aprovada em dezenas de países com a exceção dos Estados Unidos, tem sido cada vez mais investigada após informações de coágulos sanguíneos extremamente raros, porém graves, em algumas pessoas que receberam o imunizante.

  • Quer saber tudo sobre o desenvolvimento e eficácia de vacinas contra a covid-19? Assine a EXAME e fique por dentro.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também