Chefe de infraestrutura da Colômbia renuncia após investigação

Luis Fernando Andrade está sob investigação por suspeita de ligação com o escândalo de corrupção da Odebrecht no país

Bogotá - O chefe da agência nacional de infraestrutura da Colômbia, que está sob investigação por suspeita de ligação com o escândalo de corrupção da Odebrecht no país, se demitiu do cargo.

Luis Fernando Andrade, que anunciou a renúncia em comunicado na noite de quarta-feira, dirigiu a agência durante seis anos e era responsável pela concessão de projetos de rodovias, pontes e outras obras de infraestrutura na Colômbia.

Andrade está sob investigação como parte de um inquérito que apura um contrato de 5 trilhões de pesos (1,67 bilhão de dólares) assinado por um consórcio liderado pela Odebrecht para a construção da rodovia Ruta del Sol II. A Odebrecht admitiu ter pago propinas relacionadas ao projeto.

Andrade será substituído pelo atual vice-ministro das Finanças, Dimitri Zaninovich, de acordo com comunicado da Presidência.

Nesta semana um juiz colombiano decretou a prisão do ex-presidente da holding Corficolombiana, ex-sócia da Odebrecht, enquanto ele aguarda julgamento por suspeita de pagamento de propina.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.