Cartes descarta ida à Cúpula do Mercosul em junho

O novo presidente lembrou que não tomará posse da presidência até o dia 15 de agosto, por isso não pode assumir "compromissos que não lhe correspondem"

Assunção - O presidente eleito do Paraguai, Horacio Cartes, descartou nesta segunda-feira que poderá participar da próxima Cúpula do Mercosul, em junho, para a qual foi convidado pelo chefe de Governo do Uruguai, José Mujica.

Em sua primeira entrevista coletiva após a vitória eleitoral de ontem, Cartes lembrou que não tomará posse da presidência até o dia 15 de agosto, por isso não pode assumir "compromissos que não lhe correspondem".

Antes do juramento como novo chefe de Estado paraguaio, "não temos nada que fazer, quem exerce a função de presidente da República é o doutor Federico Franco", lembrou.

Franco foi excluído das cúpulas do Mercosul desde que assumiu o poder após o impeachment, no ano passado, de Fernando Lugo. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.