Boris Becker: ex-campeão de Wimbledon é preso por fraude no Reino Unido

Ex-tenista foi condenado a dois anos e meio por esconder £ 2,5 milhões para evitar pagamento de dívidas
 (Getty Images/Neil Mockford/GC Images)
(Getty Images/Neil Mockford/GC Images)
Por Agência O GloboPublicado em 29/04/2022 12:39 | Última atualização em 29/04/2022 12:54Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O ex-campeão de Wimbledon Boris Becker, de 54 anos, foi preso nesta sexta-feira após ser condenado a dois anos e meio por esconder £ 2,5 milhões em ativos e empréstimos para evitar o pagamento de dívidas.

Becker foi condenado no início de abril por quatro acusações sob a Lei de Insolvência do Reino Unido, incluindo a não divulgação, o disfarce e a remoção de bens significativos após um processo judicial de falência.

O ex-atleta foi inocentado de outras 20 acusações, entre elas, nove por não entregar seus troféus e medalhas no tênis, incluindo duas de Wimbledon.

O ex-tenista, detentor de seis títulos de Grand Slam, negou ter violado as leis de insolvência do país após declarar falência em 2017, quando devia quase £ 50 milhões a credores, segundo a BBC.

O hexacampeão de Grand Slams foi julgado culpado por transferir dinheiro para sua ex-mulher Barbara e para sua esposa, de quem está atualmente separado, após a falência em 2017.

"É notável que você não mostrou remorso ou aceitação da sua culpa", disse a juíza Deborah Taylor a ele enquanto o sentenciava a dois anos e seis meses de prisão no Sothwark Crown Court.

LEIA TAMBÉM: