Bombardeios em zonas dominadas pelo EI na Síria deixam 22 mortos

Uma mulher e seus sete filhos, alguns deles menores, morreram em um dos ataques aéreos

Beirute – Pelo menos 22 pessoas morreram nas últimas 24 horas por bombardeios em zonas controladas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no norte da Síria, informou hoje o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Uma mulher e seus sete filhos, alguns deles menores, morreram em um ataque aéreo, que não se sabe se era turco ou da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, no povoado de Trunfo, a nordeste de Al Bab, reduto dos jihadistas na província de Aleppo, segundo a ONG.

Outras 14 pessoas morreram por bombardeios da coalizão em áreas do norte da província de Al Raqqa, onde a aliança armada curdo-árabe Forças da Síria Democrática (FSD) desenvolve uma ofensiva terrestre contra o EI com o apoio aéreo da aliança internacional.

Dessas vítimas, 11 morreram no povoado de Al Mashirfa, enquanto outras três em Al Bara, na parte norte de Al Raqqa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.