Biden diz que se reunirá com Xi se líder chinês for à reunião do G20

"Se ele estiver lá, tenho certeza de que o verei", declarou Biden aos jornalistas na Casa Branca
Biden não se reuniu com Xi desde que assumiu a presidência, em janeiro de 2021 (SAUL LOEB/Getty Images)
Biden não se reuniu com Xi desde que assumiu a presidência, em janeiro de 2021 (SAUL LOEB/Getty Images)
A
AFPPublicado em 06/09/2022 às 17:00.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, declarou nesta terça-feira, 6, ter "certeza" que se reunirá com Xi Jinping em novembro se o líder chinês participar da reunião do G20 em Bali, na Indonésia.

"Se ele estiver lá, tenho certeza de que o verei", declarou Biden aos jornalistas na Casa Branca.

Biden não se reuniu com Xi desde que assumiu a presidência, em janeiro de 2021. O contato entre os dois líderes das superpotências se limitou a uma série de ligações por telefone e videoconferências.

As tensões entre as duas maiores economias do mundo vêm aumentando em função da ameaça da China a Taiwan, ilha que conta com o respaldo dos Estados Unidos, e uma disputa comercial ainda sem solução.

No entanto, as oportunidades para organizar uma cúpula sino-americana se viram limitadas pela pandemia de covid-19 e a redução das viagens internacionais por parte de Xi.

Em agosto, o presidente da Indonésia, Joko Widodo, disse à Bloomberg que tanto Xi quanto o presidente russo, Vladimir Putin, participarão da cúpula do G20, abrindo também a possibilidade para a primeira reunião Biden-Putin desde que Moscou invadiu a Ucrânia.

A Casa Branca ainda precisa confirmar os detalhes da viagem de Biden à ilha da Indonésia.

Durante a última conversa por telefone, em julho, um funcionário americano disse que Biden e Xi decidiram "encontrar em comum acordo um momento" para uma reunião presencial entre os dois líderes.

LEIA TAMBÉM:

Alibaba (BABA34) se prepara para conquistar o mercado europeu

Rússia e China fecham acordo para usar moedas nacionais para pagamentos de gás