Berlusconi critica Monti e Alemanha

O ex-premiê disse que o chefe de governo italiano está condicionado pela esquerda e preferiu aumentar os impostos ao invés de reativar a produção

Roma – O chefe de Governo italiano Mario Monti está condicionado pela esquerda e preferiu aumentar os impostos ao invés de reativar a produção, afirmou Silvio Berlusconi em uma entrevista para a versão italiana do site Huffington Post.

“Monti começou bem, mas, lamentavelmente, no momento em que era necessário de paralela austeridade e crescimento, a esquerda condicionou o governo de Monti: os vetos do Partido Democrata (PD, principal partido da esquerda italiana) pesaram sobre a reforma do mercado de trabalho”, declarou o ‘cavaliere’.

Na mesma entrevista, o ex-primeiro-ministro italiano criticou duramente a Alemanha, “um Estado hegemônico que dita aos demais países europeus a regra do rigor e da austeridade”.

Berlusconi também critica Berlim por pretender que “por meio da austeridade é possível reduzir a dívida”.

“É uma ilusão: a dívida pública diminui com o aumento do PIB, que significa desenvolvimento e crescimento”, completou o três vezes chefe de Governo da Itália.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.