Avanço da covid-19 na China impacta "iPhone City", Toyota e Volkswagen

Shenzhen, conhecida como "Vale do Silício da China", está realizando testes em massa depois que dezenas de novos casos locais foram registrados
 (AFP/AFP)
(AFP/AFP)
Por Da redação, com agênciasPublicado em 14/03/2022 18:56 | Última atualização em 14/03/2022 19:17Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Os esforços da China para conter o maior surto de covid-19 no país em dois anos forçaram fornecedores da Apple, como a Foxconn, e até as montadoras Toyota e Volkswagen a suspender algumas operações.

Várias províncias e cidades chinesas ampliaram as restrições contra a covid-19, entre elas o centro de tecnologia de Shenzhen, no sul da China, devido ao objetivo do país de suprimir o contágio o mais rápido possível.

Quer saber tudo sobre o ritmo da vacinação contra a covid-19 no Brasil e no mundo? Assine a EXAME e fique por dentro.

Shenzhen, conhecida como "Vale do Silício da China", está realizando testes em massa depois que dezenas de novos casos locais foram registrados. As autoridades suspenderam o transporte público e pediram que as pessoas trabalhem em casa o máximo possível nesta semana.

A China registrou mais casos sintomáticos locais de covid-19 em 2022 até agora do que em todo o ano passado.

A Foxconn disse que suas operações em Shenzhen serão suspensas até novo aviso e que usará unidades alternativas para reduzir os efeitos da medida.

A empresa fabrica a maior parte de seus iPhones na cidade chinesa de Zhengzhou, conhecida pelo apelido de iPhone City. A Foxconn foi uma das primeiras companhias a interromper seus trabalhos devido ao surto de covid-19 em março de 2020.

Duas fontes familiarizadas com o assunto disseram à Reuters que as operações da Foxconn e de suas subsidiárias em Shenzhen serão suspensas na primeira metade da semana.

A Unimicron Technology, fornecedora de Apple e Intel na área de chips, e a fabricante de placas de circuito impresso flexíveis Sunflex também anunciaram suspensão de operações.

A Sunflex disse que sua fábrica ficará fechada até domingo.

A Apple não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários. A Intel não comentou.

Lockdown em Changchun

Outras cidades decretaram restrições em graus variados. As autoridades decretaram lockdown em Changchun, capital da província de Jilin, fecharam escolas em Xangai e suspenderam o transporte público no centro manufatureiro de Dongguan.

A Toyota disse nesta segunda-feira que sua joint venture com o chinês FAW Group suspendeu a produção em Changchun, enquanto suas operações na cidade de Tianjin não foram afetadas.

A Volkswagen, que também tem uma joint venture com a FAW, anunciou a suspensão da produção em suas fábricas de veículos e componentes de segunda a quarta-feira. A FAW, com sede em Changchun, não respondeu a um pedido de comentário. (Com informações da Reuters)