Autor de massacre na Nova Zelândia planejava terceiro ataque, diz polícia

Em texto publicado em uma rede social, o atirador dizia que atacaria mesquitas em Christchurch e uma outra em Ashburton

Christchurch — O chefe da polícia da Nova Zelândia, Mike Bush, acredita que o atirador que matou 50 pessoas em um massacre contra duas mesquitas na cidade de Christchurch planejava um terceiro ataque. Ele disse nesta quarta-feira, 20, que os policiais imaginam onde o agressor estava indo no momento em que foi detido, mas não dará mais detalhes porque a investigação ainda está em andamento.

Em um manifesto de 74 páginas que o atirador publicou na internet antes de cometer o atentado, ele dizia que atacaria mesquitas em Christchurch, e uma outra em Ashburton, se conseguisse chegar até lá.

Bush afirmou também que os policiais capturaram o suspeito 21 minutos após a primeira chamada de emergência, e ressaltou que agentes do FBI viajaram à Nova Zelândia para ajudar nas investigações. Fonte: Associated Press

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.