Áustria determina toque de recolher em combate à covid-19

As pessoas não poderão circular nas ruas à noite no país e cafés, bares e restaurantes serão fechados em mais uma medida contra a covid-19 na Europa
Viena, na Áustria: o país é o mais recente a restringir a circulação para evitar a propagação do vírus (Lisi Niesner/Reuters)
Viena, na Áustria: o país é o mais recente a restringir a circulação para evitar a propagação do vírus (Lisi Niesner/Reuters)
R
ReutersPublicado em 31/10/2020 às 14:47.

 A Áustria anunciou neste sábado (31) um toque de recolher noturno e o fechamento de cafés, bares e restaurantes para todos os serviços com exceção de retiradas, uma vez que as infecções por coronavírus se aproximam do que o governo diz ser um nível insustentável para seu sistema de hospitais.

A pandemia mexeu com a economia e os negócios no mundo todo.  Venha aprender com quem conhece na EXAME Research

O país adotou um lockdown abrangente e efetivo durante a primeira onda de infecções em março, mas evitou ação similar mesmo com os casos diários subindo. Bares, restaurantes e teatros permaneceram abertos em tentativa de ajudar o crescimento econômico.

Mas com as infecções diárias saltando para mais de 5.600 na sexta-feira, novo recorde pouco abaixo dos 6 mil que o governo diz que ultrapassará a capacidade dos hospitais, o governo foi forçado a agir.

O chanceler Sebastian Kurz anunciou as medidas em entrevista à imprensa e elas entrarão em vigor a partir de terça-feira, durando até o final de novembro. Entre elas está o toque de recolher das 20h às 6h.

As medidas não compõem um lockdown geral, com lojas, indústrias, jardins de infância e escolas primárias permanecendo abertas. Escolas secundárias e universidades adotarão ensino à distância, disse Kurz.