Atirador da Bélgica era europeu em liberdade provisória

O atirador que matou três pessoas nesta terça é um belga de 36 anos que estava em liberdade condicional por tráfico de drogas

A polícia da Bélgica já identificou o homem que matou três pessoas e depois foi atingido durante suposto ataque terrorista, na avenida central de d'Avroy, em Liège, na Bélgica. Ele era belga, 36 anos, e estava em liberdade condicional por tráfico de drogas. Há relatos que ele gritou "Alá é grande" antes de atirar.

O tiroteio ocorreu por volta das 10h30 de hoje (29) em Bruxelas (5h30 de Brasília). As vítimas do tiroteio são dois policiais e o passageiro de um carro. Há, ainda, informações sobre dois agentes feridos. Liège é a maior cidade da região da Valônia, de língua francesa, na Bélgica.

Nos últimos anos, a Bélgica sofreu uma série de ataques terroristas, principalmente por parte dos recrutas do Daesh, um grupo terrorista Takfiri que recrutas jovens para que atuem no Iraque e na Síria.

A Bélgica está em alerta máximo desde que uma célula do Daesh, sediada em Bruxelas, promoveu ataques em Paris, em 2015, provocando 130 mortes em uma noite. Há relatos que a célula do Daesh atuou também nos ataques em Bruxelas, um ano depois, matando 32 pessoas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.