A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Asiana vai processar TV dos EUA por brincadeiras raciais

Na sexta-feira passada, uma apresentadora da KTVU leu ao vivo nomes falsos dos quatro pilotos do avião, que escondiam brincadeiras em inglês sobre o acidente

Seul - A companhia aérea sul-coreana Asiana anunciou nesta segunda-feira que vai processar uma rede de televisão dos Estados Unidos por ter feito brincadeiras de caráter racial sobre o recente acidente sofrido por um de seus aviões em San Francisco, no qual morreram três pessoas.

A Asiana já contratou um escritório de advogados nos EUA e vai entrar com um processo por difamação em um tribunal local contra o canal "KTVU" da área da baía de San Francisco, que "atacou gravemente" a honra da companhia aérea, confirmou à agência sul-coreana "Yonhap".

Na sexta-feira passada, uma apresentadora da "KTVU" leu ao vivo os nomes falsos dos quatro pilotos do avião, que apareciam em um gráfico junto aos restos do avião parcialmente calcinado.

Os pilotos, segundo anunciou a "KTVU", eram os capitães Sum Ting Wong, Wi Tu Lo, Ho Lee Fuk e Bang Ding Ow, nomes aparentemente asiáticos mas que escondem brincadeiras em inglês sobre o acidente, como "Alguma coisa tá errada" e "Estamos muito baixos" no caso dos dois primeiros.

O acidente aconteceu no último dia 6 durante a aterrissagem em San Francisco de um Boeing 777 da Asiana, que após voar mais baixo do que o normal bateu sua cauda contra um muro e se incendiou parcialmente, causando a morte de três adolescentes chinesas e ferimentos em mais de 180 pessoas.

Após anunciar os nomes falsos dos pilotos, o canal "KTVU" emitiu desculpas ao vivo e assegurou que a Junta Nacional de Segurança do Transporte dos Estados Unidos tinha confirmado por telefone os nomes dos pilotos.

Estes fatos foram reconhecidos pela própria NTSB, que também pediu desculpas e alegou que um estagiário se confundiu ao confirmar os supostos nomes dos pilotos.

Nos últimos dias foi criada uma polêmica nas redes sociais depois que, após o acidente, vários usuários do Facebook e do Twitter publicaram brincadeiras raciais, o que gerou uma onda de denúncias e mensagens de condenação na rede.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também