Argentina prorroga intervenção em empresa de trem acidentado

A empresa TBA é investigada para determinar sua responsabilidade no acidente de trem que causou a morte de 51 pessoas

Buenos Aires - O governo argentino prorrogou nesta terça-feira por quinze dias a intervenção na empresa Trens de Buenos Aires (TBA), investigada para determinar sua responsabilidade no acidente de trem que causou a morte de 51 pessoas e que deixou mais de 700 feridos em 22 de fevereiro, em Buenos Aires.

Uma resolução oficial afirmou que a medida foi tomada pois a perícia para determinar as causas da tragédia não foi finalizada. No acidente, um trem de passageiros que chegava à estação Once saiu dos trilhos e se chocou contra a plataforma.

Segundo comunicado oficial, a intervenção, sob responsabilidade do Ministério do Planejamento, tem como objetivo 'assegurar a continuidade e regularidade do serviço público e garantir a segurança dos usuários'.

O trágico acidente, que expôs o péssimo estado da rede ferroviária, falhas no controle estatal e problemas na área de segurança, é investigado pelo juiz federal Claudio Bonadío, que incluiu o estado como um dos autores do processo.

Em meio às duras críticas da oposição e de familiares das vítimas, a presidente argentina, Cristina Fernández de Kirchner, disse que não vacilará em punir a TBA.

O juiz Bonadío proibiu a saída do país de Juan Pablo Schiavi, secretário de Transporte na época do acidente e que renunciou ao cargo no início de mês alegando motivos de saúde. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.