Após processo de confirmação à Suprema Corte, Kavanaugh adota novo tom

O presidente Donald Trump o declarou inocente de acusações de assédio sexual e pediu desculpas pelo intenso processo

Washington - O juiz da Suprema Corte dos Estados Unidos Brett Kavanaugh tentou deixar para trás, na segunda-feira, uma controversa batalha de confirmação no Senado, ao participar de cerimônia na Casa Branca na qual o presidente Donald Trump o declarou inocente de acusações de assédio sexual e pediu desculpas pelo intenso processo.

Kavanaugh, cuja indicação à Suprema Corte quase foi negada depois que uma professora da Califórnia o acusou de agredi sexualmente quando os dois estavam no ensino médio, disse que começará seu novo trabalho sem ressentimentos, apesar de uma briga política que, como disse a parlamentares, destruiu sua família e seu nome.

"O processo de confirmação do Senado foi controverso e emotivo. Esse processo acabou. Meu foco agora é ser o melhor juiz que posso ser", disse Kavanaugh na Casa Branca, ao lado de sua mulher e filhas.

Kavanaugh disse que pretende ser uma força de estabilidade e união na corte, cujos outros oito membros também compareceram à cerimônia.

"Embora o processo de confirmação do Senado tenha me testado como testou outros, ele não me mudou", disse.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.