Após chamar soldados de perdedores, Trump critica viúva de Steve Jobs

Laurene Powell Jobs teria doado 500 mil dólares para campanha de Joe Biden. “Steve Jobs não ficaria feliz com o fato”, afirmou o presidente americano
Criticas de Trump foram motivadas por artigo em revista que o acusa de chamar fuzileiros navais mortos em batalha de perdedores e otários (Alex Wong/Getty Images)
Criticas de Trump foram motivadas por artigo em revista que o acusa de chamar fuzileiros navais mortos em batalha de perdedores e otários (Alex Wong/Getty Images)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 06/09/2020 às 10:18.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou, neste domingo, Laurene Powell Jobs, viúva de Steve Jobs, fundador da Apple, por supostamente doar pelo menos US$ 500 mil para a campanha do democrata Joe Biden na corrida pela Casa Branca.

"Steve Jobs não ficaria feliz com o fato de sua esposa estar desperdiçando dinheiro que ele deixou em uma revista da esquerda radical decadente que é dirigida por um vigarista (Goldberg) e vomita notícias falsas e ódio. Ligue para ela, escreva para ela, diga como você se sente", escreveu Trump, no Twitter, compartilhando a mensagem de um de seus apoiadores sobre a doação.

Trump se referia à revista The Atlantic. Um artigo que saiu esta semana na publicação disse que o presidente Trump chamou os fuzileiros navais enterrados em um cemitério americano perto de Paris de “perdedores e otários” e que ele se recusou a visitá-lo durante uma viagem à França porque achava que não era importante homenagear os americanos mortos na guerra. Laurene Jobs tem uma participação minoritária na revista.

Segundo a publicação, o presidente repetidamente menosprezou a inteligência dos militares e pediu que os veteranos feridos fossem mantidos fora das paradas militares. Trump teria se referido aos mais de 1.800 fuzileiros mortos em Belleau Wood como “otários” por terem sido mortos.

fonte: Estadão Conteudo