Agora ficou sério: preço do gás pode causar falta de cerveja no Reino Unido

A British Beer and Pub Association está pedindo ao governo que priorize as cervejarias e os pubs como setores críticos depois que a maior fornecedora de gás carbônico do país disse que vai interromper a produção
 (Ben Quinton/The New York Times)
(Ben Quinton/The New York Times)
B
BloombergPublicado em 27/08/2022 às 12:31.

O Reino Unido corre o risco de uma escassez de cerveja devido à falta de dióxido de carbono, alertou um grupo de pubs. Estabelecimentos já lutam com as altas contas de energia e a crise de custo de vida que força as pessoas a cortar gastos não essenciais.

O medo de outro aperto no fornecimento de dióxido de carbono surgiu esta semana quando a empresa de fertilizantes CF Industries Holdings disse que iria interromper a produção de amônia na última fábrica no Reino Unido em resposta ao aumento dos preços do gás natural. A empresa fornece 42% do suprimento de CO2 do país, disseram membros do Parlamento na sexta-feira.

O gás natural é necessário para fazer a maioria dos fertilizantes nitrogenados, e o CO2 é um subproduto desse processo. O dióxido de carbono é então usado na indústria de alimentos e bebidas tanto para abater animais como para preservar produtos nas prateleiras dos supermercados e fazer cerveja.

A British Beer and Pub Association está pedindo ao governo que priorize as cervejarias e os pubs como setores críticos.

O governo do Reino Unido não oferecerá mais apoio financeiro à CF Industries para ajudar a evitar a ameaça de uma crise de fornecimento de CO2, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto. No ano passado, o Reino Unido forneceu à empresa um pacote de suporte de três semanas para manter sua fábrica aberta.

O departamento de negócios do governo disse em comunicado que a resiliência do mercado melhorou desde o outono passado e pediu à indústria para garantir o atendimento da demanda.

“Nossos pubs e cervejarias estão sob enorme dificuldade e esperar algumas semanas para que o governo aja pode ser muito”, disse Emma McClarkin, chefe da British Beer and Pub Association.

A Carlsberg alertou que pode ter que reduzir ou interromper sua produção de cerveja na Polônia devido à escassez de dióxido de carbono líquido depois que a maior empresa química do país, Beata Ptaszynska-Jedynak, suspendeu a produção. O aperto da Rússia nos fluxos de gás - uma matéria-prima fundamental para fertilizantes e uma fonte de energia para as indústrias pesadas da Europa - está impactando tudo, desde fundições de alumínio até refinarias de açúcar.

“Relatos recentes de que a CF Fertilizer interromperá a produção de amônia são preocupantes, dados os choques indiretos que esta decisão terá na produção de CO2 no Reino Unido”, disse Robert Goodwill, presidente do comitê parlamentar de Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais. “Qualquer interrupção no fornecimento de CO2 pode ter sérios efeitos na produção de alimentos, na segurança alimentar nacional e no bem-estar animal.”