Advogado reitera que Assange deve ser "protegido" contra EUA

Segundo o advogado do fundador do WikiLeaks, Assange só deve responder à Justiça sueca após a formulação de acusações palpáveis

Sevilha - O ex-juiz espanhol Baltasar Garzón, advogado do fundador de Wikileaks, Julian Assange, reiterou nesta quinta-feira que seu cliente só deve responder perante a Justiça sueca após a formulação de acusações palpáveis e com a garantia de que o mesmo não será extraditado aos Estados Unidos.

Garzón, que participa de um encontro na cidade espanhola de Sevilha, disse aos jornalistas que "não há nenhuma novidade" substancial em relação à situação do jornalista australiano, que, por sua vez, segue refugiado na Embaixada do Equador em Londres.

"A nossa posição é muito clara: Julian Assange está disposto e, além disso, deve responder as acusações. Agora, elas precisam ser adequadamente formuladas na Suécia", assinalou o advogado de Assange.

Após essa formulação, Garzón afirmou que seu cliente deve ser "protegido" para que ele só "preste contas" à Justiça sueca, ou seja, para que ele nao seja extraditado aos EUA.

Refugiado na embaixada do Equador em Londres desde o último mês de junho, Assange conta com o asilo político do país sul-americano, mas o Reino Unido impede a saída do fundador do Wikileaks ao não emitir um salvo-conduto.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.