Adolescente morre vítima de peste bubônica na Mongólia

A OMS afirmou que  está monitorando de perto os casos da doença na China e enfatizou que a situação não representa uma grande ameaça

Um adolescente de 15 anos morreu nesta segunda- feira vítima de peste bubônica, também conhecida como "peste negra". O caso aconteceu na Mongólia três dias depois de o garoto comer carne de marmota, roedor conhecido por espalhar a doença bacteriana proveniente das pulgas, informou o Daily Mail.

Segundo o Centro Nacional de Doenças Zoonóticas (NCZD) ​​do país, o menino morreu na província de Govi-Altai, no oeste da Mongólia. Uma quarentena foi imposta na região para impedir a propagação da doença,  já que recentemente dois casos de peste bubônica foram confirmados na província vizinha de Khovd. Dois jovens, um de 27 e outro de 17 anos, também consumiram a carne de marmota no início do mês. Centenas de pessoas que teriam tido contato com os irmãos já foram vacinadas.

Em abril de 2019, um casal morreu vítima da doença. Uma mulher grávida de 37 anos e seu marido de 38 consumiram carne crua de marmota na província de Bayan-Ulgii, na Mongólia Ocidental.

O Ministério da Saúde da Mongólia admitiu que tanto as regiões montanhosas de Altai, da China e da Rússia, e a Mongólia, estão em risco de uma nova praga devido ao crescente número de marmotas infectadas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou em 7 de julho que  está monitorando de perto os casos da doença na China e enfatizou que a situação não representa uma grande ameaça já que está "bem administrada".

A comissão de saúde da cidade proibiu a caça e o consumo de animais que podem transmitir a peste até o final do ano, principalmente as marmotas, e pediu aos habitantes que informem sobre qualquer roedor morto ou doente que encontrarem.

Apesar de a doença ser tratável com antibióticos, centenas de pessoas já morreram em todo o mundo nos últimos anos. No século 19, pelo menos 200 milhões de pessoas foram mortas pela peste negra.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.