Acordo sobre Síria implica em saída de Assad, diz Hillary

Para secretária de Estado norte-americana, acordo encontrado neste sábado que sugere um governo de transição na Síria exigirá saída de Assad do poder

Genebra - A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, ressaltou fortemente um novo plano internacional para a transição política na Síria, dizendo que enviará uma mensagem clara ao presidente Bashar al-Assad de que ele deve deixar o poder.

"Assad terá que sair", disse Clinton em uma coletiva de imprensa após o mediador internacional Kofi Annan ter anunciado que as principais potências, incluindo Rússia e EUA, haviam alcançado um acordo que pede por um governo unificado de transição para assumir o poder na Síria.

"O que foi feito aqui é arrancar a ficção de que ele e aqueles com sangue nas mãos podem ficar no poder", disse Clinton.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.