Acidente de trem no Egito deixa pelo menos 70 feridos

O porta-voz de Saúde, Khaled Mugahid, explicou à Agência Efe que 59 das vítimas já tiveram alta, enquanto as demais continuam hospitalizadas

Cairo - Pelo menos 70 pessoas ficaram feridas nesta quinta-feira depois que um trem tombou na província egípcia de Beni Suef, em um acidente ferroviário no qual quase dois comboios colidiram, informou o Ministério da Saúde do país.

O porta-voz de Saúde, Khaled Mugahid, explicou à Agência Efe que 59 das vítimas já tiveram alta, enquanto as demais continuam hospitalizadas, mas em situação estável.

Os feridos foram atendidos no hospital da cidade de Nasr e da cidade de Beni Suef, 120 quilômetros ao sul do Cairo.

O trem, que fazia o trajeto entre a cidade de Assuã e Cairo, virou quando a locomotiva se chocou com uma barreira por causa de um erro humano, o que fez com um dos vagões saísse dos trilhos.

O motorista foi detido acusado de desobedecer as ordens da central de controle, segundo fontes de segurança citadas pela agência oficial "Mena".

A pouca velocidade do trem e o fato de que a locomotiva tenha tombado evitou que o trem colidisse com outro procedente da cidade de Asiut.

Os passageiros que saíram ilesos foram levadosa de micro-ônibus a seu destino, enquanto as autoridades correm contra o tempo para liberar a via e retomar o tráfego de trens.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.