Mundo

72% acham que Biden deve sair da disputa; democratas reforçam apoio ao presidente

Biden esteve com doadores no final de semana e tentou contornar crise no partido

Biden teve um desempenho ruim contra Trump na quinta-feira (Mandel NGAN/AFP)

Biden teve um desempenho ruim contra Trump na quinta-feira (Mandel NGAN/AFP)

Publicado em 1 de julho de 2024 às 07h26.

Figuras de peso ligadas ao Partido Democrata reforçaram seu apoio ao presidente Joe Biden no domingo após uma nova pesquisa mostrar que quase três quartos dos eleitores dos EUA achavam que ele deveria desistir de sua campanha pela reeleição após seu desempenho ruim no debate contra Donald Trump na quinta-feira.

Segundo pesquisa CBS News-YouGov divulgada no domingo, 72% dos eleitores registrados achavam que Biden não deveria concorrer à presidência, contra 63% em fevereiro. Pouco menos da metade dos entrevistados disse o mesmo sobre o rival republicano Donald Trump.

Biden, de 81 anos, vendo sendo pressionado desde o final da semana passada a sair da disputa e ceder seu lugar a um candidato mais jovem. Doadores e políticos do Partido Democrata ficaram preocupados com o presidente depois do desempenho no debate na última quinta - Biden "congelou" algumas vezes, não conseguiu terminar raciocínios e tropeçou em algumas palavras.

Apesar do cenário, Biden esteve na sexta e no sábado tentando tranquilizar apoiadores ricos de sua campanha numa visita rápida para arrecadar fundos em Manhattan, Hamptons e Nova Jersey, segundo o Financial Times. Mesmo assim, muitos doadores continuam em pânico sobre a capacidade do presidente de derrotar Trump em novembro e também se ele conseguiria aguentar ficar mais quatro anos na Casa Branca.

Já do outro lado do país, na Califórnia, uma grande festa em Hollywood na sexta-feira reunia figuras de peso, como presidente-executivo da Disney, Bob Iger, e o governador da Califórnia, Gavin Newsom, tido como um possível substituto caso Biden aceite deixar a corrida presidencial. Segundo o FT, o magnata de mídia Jeffrey Katzenberg, co-presidente da campanha de reeleição de Biden, expressou sua raiva diante dos comentários a respeito do presidente. Katzenberg garantiu que Biden estava "bem" aos que estavam no evento.

Muitos doadores e membros Partido Democrata, incluindo aqueles que querem a saída de Biden da disputa, temem que uma "luta aberta" para substituí-lo possa causar ainda mais danos às perspectivas eleitorais da legenda.

A equipe de Biden insistiu no domingo que o presidente não tinha intenção de desistir. Uma autoridade disse ao FT que a campanha arrecadou US$ 33 milhões desde o debate de quinta-feira, incluindo US$ 26 milhões de doadores "comuns".

Biden esteve em Camp David no domingo com a família num encontro que há muito tempo vinha sendo planejado. Assessores disseram que apenas os familiares poderiam fazer Biden desistir, mas o New York Times noticiou que o círculo íntimo do presidente o o incentivaram na reunião a permanecer na disputa.

Acompanhe tudo sobre:Joe BidenEleições EUA 2024

Mais de Mundo

Três pontos para prestar atenção na Convenção Republicana, que começa segunda

Argentina declara Hamas como 'organização terrorista internacional'

Para Rússia, mísseis dos EUA na Alemanha transforma capitais europeias em 'vítimas potenciais'

Esquerda francesa enfrenta impasse para nomear primeiro-ministro; entenda

Mais na Exame