19 aviões da China cruzam a linha do Estreito de Taiwan, diz imprensa estatal

Os dados do MND apontam que 12 caças Sukhoi SU-30, dois Chengdu J-10 e quatro Shenyang J-16 voaram pela linha mediana do Estreito de Taiwan
A China intensificou as manobras militares no início de agosto deste ano, depois que Nancy Pelosi visitou Taiwan (Matt Cardy/Reuters)
A China intensificou as manobras militares no início de agosto deste ano, depois que Nancy Pelosi visitou Taiwan (Matt Cardy/Reuters)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 08/09/2022 às 16:21.

Um total de 45 aeronaves militares chinesas e sete navios de guerra foram detectados em áreas ao redor de Taiwan na quinta-feira, 8, dos quais 18 aviões de guerra e um drone cruzaram a linha mediana do Estreito de Taiwan, afirmou o Ministério da Defesa Nacional (MND), de acordo com informações da agência estatal de Taiwan (CNA).

Os dados do MND apontam que 12 caças Sukhoi SU-30, dois Chengdu J-10 e quatro Shenyang J-16 voaram pela linha mediana do Estreito de Taiwan.

Os 12 SU-30 cruzaram a linha mediana do norte de Taiwan, enquanto os J-10 e J-16 o fizeram na parte sudoeste do país. Juntamente com os 18 aviões de guerra, um veículo aéreo não tripulado (UAV) Tengden TB-001 também fez um voo solo mais ao norte da linha mediana, elevando o número total de aeronaves militares para cruzar a linha para 19.

Enquanto isso, seis aviões militares também voaram para a parte sudoeste da zona de identificação de defesa aérea de Taiwan (ADIZ), segundo a agência oficial. O ministério disse que agilizou as patrulhas aéreas e navais de combate e implantou sistemas de mísseis de defesa para rastrear as aeronaves militares chinesas.

A China intensificou as manobras militares no início de agosto deste ano, depois que a presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi, visitou Taiwan nos dias 2 e 3 de agosto, realizando exercícios com munição real em seis locais ao redor do país. Dezenas de aviões de guerra chineses, incluindo os 14 na quinta-feira, cruzaram a linha mediana, a fronteira não oficial entre Taiwan e a China, desde a visita de Pelosi.

LEIA TAMBÉM:

Pentágono testa com sucesso míssil intercontinental

Biden diz que se reunirá com Xi se líder chinês for à reunião do G20