10 frases de Nelson Mandela, um dos maiores líderes da história

Mandela morreu em 2013 e e faria 100 anos em 18 de julho de 2018. Conheça dez frases ditas pelo líder da luta contra a segregação racial

São Paulo – O mundo celebra nesta quarta-feira, 18 de julho, o aniversário de 100 anos de Nelson Mandela, ex-presidente sul-africano e líder da luta contra o apartheid, regime de segregação racial que dominou a África do Sul nas últimas décadas do século XX.

Madiba, como ficou carinhosamente conhecido mundo afora, morreu em 5 de dezembro de 2013, aos 95 anos, depois de ter recebido honrarias como o prêmio Nobel da Paz em razão pelo seu ativismo pela liberdade e pelo fim da discriminação.

10 frases marcantes de Nelson Mandela

Mandela deixou um legado de luta, era visto como um homem simples, respeitoso e gentil. Abaixo, confira algumas das frases mais marcantes já ditas por esse que é considerado como um dos maiores líderes da história.

1. “Lutei contra a dominação branca e contra a dominação negra. Defendi o ideal de uma sociedade democrática e livre, na qual todas as pessoas vivem juntas em harmonia e oportunidades iguais. É um ideal para o qual espero viver e conseguir realizar. Mas, se for preciso, é um ideal para o qual estou disposto a morrer”. (Depoimento no Julgamento de Rivonia, 20 de abril de 1964).

2. “Só os homens livres podem negociar (…). Sua liberdade e a minha não podem ser separadas”. (Declarações de Mandela após 21 anos na prisão ao renunciar à oferta de libertação do então presidente, Pieter W. Botha, em fevereiro de 1985).

3. “Ninguém nasce odiando o outro pela cor de sua pele, ou por sua origem, ou sua religião. Para odiar as pessoas precisam aprender, e se elas aprendem a odiar, podem ser ensinadas a amar”. (Da autobiografia “O longo caminho para a liberdade”, 1994).

4. “Depois de escalar uma grande montanha se descobre que existem muitas outras montanhas para escalar”. (Da autobiografia “O longo caminho para a liberdade”, 1994).

5. “Nunca, nunca, nunca mais deixaremos esta bela terra voltar a experimentar a opressão de uns e outros. Vamos deixar a liberdade reinar”. (Discurso da posse como presidente, 10 de maio de 1994).

6. “No meu país, é preciso primeiro ir para a cadeia para depois ser presidente”. (Da autobiografia “O longo caminho para a liberdade”, 1994).

7. “Nunca considerei nenhum homem superior a mim, nem dentro, nem fora da prisão”. (Carta ao general Du Preez, administrador de prisões, escrita da prisão Robben Island, na Cidade do Cabo. 12 de julho de 1976).

8. “Aprendi que coragem não é a ausência de medo, mas o triunfo sobre ele. O homem corajoso não é aquele que não sente medo, mas o que conquista esse medo”. (Da autobiografia “O longo caminho para a liberdade”, 1994).

9. “A grandeza da vida não consiste em não cair nunca, mas em nos levantarmos cada vez que caímos”. (Da autobiografia “O longo caminho para a liberdade”, 1994).

10. “Lutar contra a pobreza não é um assunto de caridade, mas de justiça”. (Discurso na Praça Mary Fitzgerald de Johanesburgo, em 2 de julho de 2005, num ato contra a pobreza).

A história de Nelson Mandela

Nascido em 18 de julho de 1918 num vilarejo chamado Mvezo, localizado na região do Cabo Orienta, na África do Sul. Começou seus estudos na Universidade de Fort Hare, uma das mais antigas do país, mas expulso em razão do seu envolvimento em protestos estudantis.

Se mudou para Johanesburgo em 1941 e seu ativismo político se fortaleceu. Em 1952, fundou um escritório de advocacia, a primeira banca de advogados negros do país. Em 1964, uma condenação à prisão perpétua o manteve atrás das grades por 27 anos, proibido de ir ao funeral de sua mãe, em 1968, e de seu filho mais velho, em 1969;

Foi finalmente libertado em 2 fevereiro de 1990. Quatro anos depois, sem derramar sangue após décadas de um regime racista branco, se tornou o primeiro presidente negro da África do Sul, um cargo que ocupou até 1999.

Madiba foi casado por quase quatro décadas anos com a ativista Winnie, que morreu no início de 2018. Aos 80, o ex-presidente sul africano se casou com Graça Machel, com quem ficou até a sua morte em 2013.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.